Projetos REDD+

REDD+ é uma estrutura internacional cujo nome significa "Redução de emissões por desmatamento e degradação florestal, conservação dos estoques de carbono florestal existentes, manejo sustentável florestal e aumento dos estoques de carbono."

O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas estima que o desmatamento e a degradação florestal são responsáveis por cerca de 12% de todas as emissões globais de gases de efeito estufa e, portanto, são os principais contribuintes para as mudanças climáticas. 

A estrutura de REDD+ incentiva os países em desenvolvimento a reduzir as emissões de gases de efeito estufa ou aumentar a remoção de dióxido de carbono da atmosfera por áreas florestais. Além disso, a REDD+ pode gerar outros benefícios substanciais além de mitigar as mudanças climáticas. Estes podem, por exemplo, incluir impactos positivos sobre a biodiversidade, adaptação às mudanças climáticas, desenvolvimento de baixas emissões e fortalecimento dos direitos e meios de subsistência dos povos da floresta. A REDD+ pode também estimular a ação do setor privado e possibilitar a cooperação com empresas para reduzir o desmatamento associado à produção de commodities globais importantes. Ela pode fazer isso fornecendo incentivos adicionais para o manejo sustentável de terras e de florestas, bem como para investimentos em governança do uso da terra, planejamento do uso e posse de terra e capacidade de monitoramento florestal.

Os projetos de REDD+ são frequentemente associados à Certificação VCS/CCB.